LOGO-ENMETSC.png
ACMET - Associação Catarinense de Meteorologia
TEMAS
Mesa Redonda 2
15/10/19 às 17h30
Clima
RESUMO

Nos últimos anos vem se observado avanços tanto na qualidade dos modelos (globais e regionais) de simulação da circulação atmosférica e oceânica, mas principalmente na rede de monitoramento sobre a região a da América do Sul e Oceano Atlântico adjacente. Como exemplo, podemos citar a ampliação da rede de estações de superfície automática do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a instalação de de radares meteorológicos da Rede de Meteorologia do Comando da Aeronáutica (REDEMET) e Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) e o início do funcionamento da nova geração de satélites (GOES-16 e GOES-17). Na região oceânica, além do monitoramento por satélite e do sistema atual de bóias meteo-oceanográficas, foram realizadas campanhas de medidas desde a região do Atlântico Tropical, passando pela região da confluência das correntes do Brasil e Malvinas até a região da Antártica. Estes dados têm revertido em estudos especializados sobre a variabilidade climática destas regiões. Nesse sentido, o objetivo dessa mesa é como operacionalizar nos próximos cinco anos os produtos desenvolvidos nos recentes estudos climáticos para que possam ser utilizados como ferramentas de previsão climática (sazonal) dos para a América do Sul e Oceano Atlântico.   

SESSÃO DE TRABALHOS

Serão aceitos trabalhos que abordem estudos observacionais  e de modelagem da variabilidade climáticas, em suas diversas escalas espaciais e temporais, preferencialmente, com foco na aplicação dos resultados no monitoramento e previsão climática

CHAIRS
Luciano Ponzi Pezzi
INPE
CHAIR CIENTÍFICO
Ricardo Camargo
IAG/USP
CHAIR TÉCNICO
Show More
MEMBROS
Clemente Tanajura
Pedro L. S. Dias
Gilvan Sampaio
INPE
Show More